Greve nos aeroportos de Viracopos, Guarulhos e Brasília

Os funcionários da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) encerraram a greve que havia começado na última quinta-feira nos aeroportos de Viracopos, Guarulhos e Brasília.

Depois de uma assembléia, os trabalhadores dos aeroportos de Guarulhos (SP), Campinas (SP) e Brasília (DF) aceitaram encerrar a paralisação.

O fim da greve foi decidido depois do Governo Federal apresentar uma proposta próxima as reivindicações dos aeroportuários.

A principal garantia pedida por eles é a estabilidade no emprego mesmo que os aeroportos sejam privatizados. Por isso, os sindicalistas resolveram dar um voto de confiança ao governo.

A privatização dos aeroportos é justificada pela falta de capacidade financeira do governo federal de investir nos mesmos. Agora é esperar para ver.

Transtornos causados pela greve

A greve dos aeroportuários, que durou aproximadamente 35h, não chegou a provocar grandes transtornos aos passageiros dos aeroportos. A Infraero informou que o número de vôos cancelados e atrasados foi menor que o da semana passada, quando a paralisação nem havia começado.

O único transtorno realmente grande foi a interrupção no transporte das cargas no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, que é o maior terminal de cargas brasileiro.

A Infraero estima que 800 toneladas de produtos estejam paradas.

Durante a greve, somente animais e produtos perecíveis estavam sendo liberados.




Curta no Facebook:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *